Por: DARUKIAN, O Ceifador de Orgasmos e sua Primeira Puta das Artes Sacroprofanas, Emonditte. Seres sem rosto nem forma, que tem como único propósito te fazer gozar muito (a vida).

Seguidores dos instintos

31 de outubro de 2011

Mistérios de Darukian - XXI

Clique aqui para ver o índice de capítulos
XXI 






Curiosamente, encontrei um pouco de ação neste relato.

“Disputa das sombras. Presas e presas. Sangue. Caninos.”

O relato traz bem quem são as presas e as presas.

“Somos das sombras. Nós, ceifadores, a deusa da luxúria, as succubus somos das trevas. Mas não somos apenas nós. Há muitos outros filhos da noite espalhados e separados, pois as trevas estão unidas sob o luar, mas são separação, e separam as estrelas e corações.

Um dos que rastejam quando o sol descansa são uma coisa que poucos conhecem de verdade, mas muitos chamam de vampiros. Como são os vampiros? Ora, bonitos, fortes, legais, mas inferiores, para mim, pelo menos. Ah, e odeiam sol, claro. Todos nós odiamos o sol.

O que muitos de vocês sabem é que eles tomam sangue de humanos. Humanos sabem disso, mas não sabem que eles precisam escolher bem suas presas. Não por que elas tenham que ser as virgens mais bonitas, e sim por que não podem entrar no caminho de alguém mais forte, correndo sérios riscos de morte completa, o que põe medo até nos meio mortos amorcegados.

Quando aparecem vampiros novos e burros ou velhos e loucos, acontecem fatos como este: Halloween, noite das bruxas (ocupadas com seus rituais). Uma vampira entrou em território proibido, raptou uma mocinha (gostosinha até, sangue bom, sabe...) e a levou para o covil, para ser o “prato principal da noite com as amigas”. Pobre garota...(a vampira).

Pouco tempo depois, as vampiras tinham uma mocinha nua em sua mesa, pronta para ser totalmente degustada. E eis que irrompe das sombras elas em pessoa: Eu, o ceifador de orgasmos! As vampiras mal tiveram tempo de lamber os beiços e tiveram que rosnar pra mim (em vão, claro).

- Olá, morceguinhas. Não tenho muito saco pra isso, apesar dele ser de um tamanho e forma até...boa, eu diria, mas...vocês estão com uma coisinha que é minha – disse o ceifador, apontando a mocinha.
- N-nem, sai daqui, otário! Essa eu roubei justamente, tá?
Ah, detalhe que não importa muito: A garota gritava e chorava pra cacete (em breve, por um...), e só não saiu correndo para um lugar aleatório por estar amarrada na mesa.

- Tá, tá...então continuemos o clichê. Garota, ei... Dá pra parar de gritar? – e foi passando pelas vampiras até chegar a garota. Ela calou-se apenas com a foice do Darukian na boca – Shh... isso. Enfim, seu desejo é uma ordem, e provavelmente é sair de perto das morceguinhas, acertei?

As vampiras ficaram putas com isso. Uma delas sumiu no ar e reapareceu perto de mim. Foi jogada contra a parede, chamada de morceguinha má e partida ao meio pela foice (vocês já sabem qual das duas, por que a dúvida?). Nessas horas, o barulho de ossos quebrando é até...excitante, eu diria.

As outras ficaram assustadas, mas a maioria dos seres da sombra não entende o “duas cabeças pensam melhor que uma” e deixam a raiva tomar conta de si. Depois de acabar com mais algumas, voltei para a garota.
- Então, agora que já pensou, que tal um contrato? Os termos são: Eu acabo com elas, salvando sua vida e ganho orgasmos em troca. Então, pegar ou largar – e sussurrou no ouvido da garota, com sua voz trevosamente rouca – sei que você é bi e vai ser uma decisão difícil pra você, mas prefere o que? Um bando de vampiras gostosas que querem de matar ou um ceifador de orgasmos que quer matar todas elas?

Aiai, humanos! Tão interessantes...em situação crítica, se aliam ao que julgam mais forte sem querer saber de mais nada. No desespero de garantir e obter o prazer, fazem um contrato com a luxúria, e obtem assim o prazer da carne, da luz e a liberdade. Descem até as sombras e atam-se às correntes da lascívias para se libertarem.

Enfim, voltando ao assunto interessante: ela aceitou o contrato. Eu tive que matar as vampiras mais rebeldes. As outras aceitaram e se renderam a poder da foice (ou da outra). Apareceram alguns vampiros dos tipos velhos e loucos querendo dar trabalho, os mesmos que viraram “sushi”.

No final da brincadeira, o lugar estava imundo: sangue, leite (resquícios do uso de meus poderes sacroprofanos) e um canino solto aqui e ali. Depois de limpar o lugar (com sangue de vampiros, ou seja, sujando tudo), tive que cobrar um extra para a garota, que acabou gostando da coisa (e gozando na coisa, e gozando muito).

Fui caridoso e a levei até sua casa. Ela foi caridosa e deu (e deu, deu de novo...) um extra pelo transporte e o espetáculo que presenciou ao amanhecer.”

No rodapé da página do documento, havia uma espécie de nota sobre a palavra “Amanhecer” que dizia o seguinte:

"Amanhecer: um grupo de vampiros espetados ao sol virando um monte de pó brilhante rapidamente espalhado ao vento é o único e mais original jeito de vê-los brilhando ao sol. Um ótimo espetáculo, principalmente durante o processo, enquanto se contorcem e urram furiosamente num misto de desespero e dor, voltando ao pó de onde vieram."

Conversando e exibindo os relatos a outros “entendidos”, notamos fatos interessantes sobre as muitas indefinições e falhas informativas dos documentos. Questões como “por que as garotas não se assustam com o Darukian?” ou “Quem é Emonditte?” estão abertas até agora. Na esperança de respostas, continuamos a procurar informações sobre os mistérios de Darukian, O ceifador de orgasmos da deusa da luxúria.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: Quem sentiu a cutucada em crepúsculo comente. heh Gostou/Gozou desse conto especial de Halloween? O próximo também vai ser interessante...o tão falado baile de máscaras...e o Darukian estava lá? Tava, mas só olhando. O porquê só digo no próximo capítulo.

30 de outubro de 2011

Frase do dia

"Nádegas é importantíssimo. Grave, porém, é o problema das saboneteiras. Uma mulher sem saboneteiras é como um rio sem pontes."
Vinícius de Moraes também sabia das artes sacroprofanas...

29 de outubro de 2011

Haiku


Noitinha de sábado-
Na guerra o macho atacado
no lado indefeso.


DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

28 de outubro de 2011

Desejos e Fantasias de Casal - 100 mil visitas únicas

Parabéns, seus putos dos manuais didáticos! Sucesso!

Reflexão do dia


Gozar de mentira supre o prazer necessário ao que já gozou (da vida) de verdade?


P.S.: Sexta feira, um pouco de filosofia da foda pra vocês começarem a abrir as pernas mentes

27 de outubro de 2011

O que será (à flor das sombras)



O que será que será
Que eu meto por dentro (será que tu dá?)
Que arromba a flor ardendo (será que tu dá?)
E que te abre as partes e te faz gozar
E que revira os olhos e te faz gritar
E que te aperta os seios, te faz implorar
O que não tem mais jeito de dissimular
O que nem é direito ninguém recusar
E que te fez bandida.

O que será que será
O que não tem descanso, nem nunca terá
O que não tem cansaço, nem nunca terá
O que te muda as faces e te faz piscar
E todos os seus nervos estão a rogar
E todos os seus órgãos estão a clamar
E uma aflição medonha te faz suplicar
O que é só apetite

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

26 de outubro de 2011

Frase do dia


Para o trabalho duro do estudar, seja ainda mais duro.


DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: O poeta exótico tá tendo a orelha puxada depois de tanta vadiagem. Então tá meio difícil mantermos dois blogs e os afins dele. Espero que deem uma fuçada no arquivo e continuem gostando/gozando por aqui.

24 de outubro de 2011

Mistérios de Darukian - XX

Perdeu o começo dessa putaria? Clique aqui para ver o índice de capítulos

XX


"Dentro de nossas imperfeições, somos perfeitos quando estamos juntos"



Um relato que me fez confirmar a hipótese levantada anteriormente.

“Quarto, jantar, velas, morango, chocolate, óleos, massagens, fluidos. Renovação de votos.”

A epígrafe me causou estranhamento total, assim como o resto do relato, que assim diz:

“Em uma de suas encarnações, a deusa estava no corpo de uma autêntica brasileira, das famosas pelo corpão, gingado e simpatia. Curiosamente, apesar de um nome muito brasileiro (Gisele, eu acho) tinha um apelido bastante exótico (Yumê. Ela gostava desse nome, eu sabia o porquê) que dizia ela lembrar “os sonhos de antes, de agora e os que virão”.

Outro fato curioso é esse corpo da deusa não ter sido das brasileiras que tinham mais corpão, gingado ou simpatia. Era uma mulher “normal”, só que... com “alguma coisa” que fazia o mundo falhar miseravelmente em qualquer tentativa de ignorá-la. Até para ignorar a deusa e negar sua crença nela os humanos afirmam que em algum nível ela existe.

Outro fato curioso? Bem...não lembro quando a encontrei ou desde quando estamos ligados. Desde o início dos tempos, eu diria. Dessa vez, a acompanhava pelas ruas da metrópole em minha forma humana ou a seguia pelas sombras na minha forma de ceifador.

***
‘Querido...diário’, isso já virou uma colcha de retalhos de fatos curiosos, mas ainda tenho um último (juro que é o último): a coisa que eu mais amo no mundo é “quebrar a deusa”. Eu a irrito (ela fica muito linda, muito fofa, muito sexy e muito foda desse jeito), depois “quebro” a deusa com alguma declaração de minha fidelidade/lealdade/temor/’amor’.

Uma vez quebrei-a de uma forma muito...”não-brutal”, digamos assim. Primeiro, irritei-a a um nível extremo e a fiz se afastar relativamente de mim. Ela foi ao trabalho fora de casa (eu disse que ela estava dando uma de “normal”), eu trabalhei dentro de seu quarto.

Yumê (me contou depois que) achou estranha a casa “vazia”, mas não prestou muita atenção nisso, estava muito cansada e foi direto ao banheiro. Seu espanto começou quando deu de cara com a banheira cheia de pétalas de rosas. Ficou com vontade de me achar e perguntar “amore, você tá bem?”, disse ela.

Acabou segurando-se e resolvendo ‘aproveitar o surto’, relaxando bem no banho. Saiu só de toalha (como sempre) e teve outra surpresa na cozinha: havia um ‘quase banquete romântico’ na mesa, velas roxas e um aroma exótico...incenso? Ela tinha ingerido alguma droga passivamente sem perceber?

- Ok, seu idiota, pode parar com essa brincadeirinha de esconde-esconde! – disse ela, já com lágrimas nos olhos.
- Desculpa, deusa... eu não queri—disse a voz rouca de sempre
- Vem...senta...você...precisa...me servir. É...e comer comigo, ok?
Servi (mais uma vez) a deusa, comemos, bebemos, e passamos algum tempo conversando (o que só acontece de séculos em séculos) e ela perguntou sobre a sobremesa, acho. Eu disse que a sobremesa estaria no quarto quando ela fosse para lá (e como mulher é ultra curiosa, ela foi na primeira oportunidade).

Gisele entrou no quarto, mas não viu nada além do quarto bem arrumado, mais velas roxas e incenso. Perguntou-se onde estava a sobremesa e já ia reclamar da falha de seu ceifador, quando começou a escutar as quatro paredes sussurrando.

Criado eu fui
A amar a deusa
ceifar com destreza
é a minha luz

Sobre isso, calado,

Silêncio eterno
Um abraço, terno
instante a seu lado

Amor destinado

à falha miserável
sem eira palpável
ao claustro fadado

Das sombras eu vim

Ao atro retorno
Por ti eu imploro
criado assim

O ceifador saiu das sombras, acariciando o rosto da sua deusa, deitando-a suavamente na cama, já despida. Começou um ritual tântrico, mordiscando os pés da “presa”, que dessa vez seria saboreada lentamente, como sobremesa gostosa.

Gisele de costas deitada na cama. Darukian começando uma massagem em seu pés (com mãos e boca), que sobe lentamente (e vira mão, boca e língua) e passa pelas pernas e coxas, pulando para a parte de cima, instalando-se na nuca, escorrendo aos poucos para os ombros e costas.

Não era a única coisa que escorria, percebeu uma mão esperta do ceifador. Enquanto a mão já estava no lugar, a boca ainda descia. Ao “finalmente” chegar, ouviu-se um suspiro duplo. A tortura de deliciar lentamente uma sobremesa ainda tinha muito para dar.

Beijou-lhe os lábios. Primeiro, os de baixo. Virou-a de barriga para cima, lentamente subiu seu rosto (roçando propositadamente pela pele até chegar onde queria) até os seios de sua deusa, depositou um beijo em cada um e chegou aos lábios de cima.

Beijou-a lentamente. Beijou-a como se o tempo congelasse enquanto suas bocas estavam conectadas. Fez o tempo voltar a correr vagarosamente enquanto percorria a parte de cima do corpo de sua deusa com mãos e beijos. Voltou aos lábios de baixo e sorriu.

Explorou os lábios ensopados daquela mulher como se examinasse o mapa de um tesouro, possuiu-a como se possuisse o cristal mais valioso que pudesse obter. Desmanchou-a como se faz quando se desfruta a sobremesa junto de alguém importante. Amou-a não como sobremesa, e sim como seu alimento eterno.

Deixou ela descansar em seu peito, e dois sussurros foram ouvidos por ali.
“- Mesmo imperfeito...me completa com suas imperfeições...te amo.”
“- Eu também te amo, deusa...”, sussurrou ele muitas e muitas vezes, até depois dela dormir e ele acompanhá-la ao mundo dos sonhos já realizados.”

Assim termina o relato. Isso confirma minhas suspeitas: existem relatos falsos, e este é indubitavelmente um deles. Romantismo não é algo presente no ceifador e sua deusa, a não ser em forma de ironia, o que não é expresso nesse texto. A deusa e o Darukian não se amariam desse jeito. Um ceifador criado da luxúria de uma deusa que é puramente esta matéria não teria condições de fazer um relato em seu ‘querido diário’ apaixonadamente meloso. “Te amo” é quase uma punhalada para ele. Meu único problema é que não posso saber se um relato é verdadeiro ou falso até analisá-lo. “O que é verdadeiro e o que não é nos mistérios de Darukian?” é uma pergunta a ser respondida.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: Muito gay esse capítulo, né? Aliás, hoje é dia 24...(o que não tem nada a ver com a viadagem dele). Enfim, finalmente a porra do narrador percebeu que existem capítulos falsos. Mas e agora, o que é falso e verdadeiro? heh. Se gostou/gozou e se confundiu, caia de boca nos coment's, nos +1, nos arquivos, nessas porras todas! E se quiser mais porras, só gemer.

23 de outubro de 2011

A fucking diva (XIV)



Of course
 has (or not)
a clASS of horse

A diva, é claro
Tem (ou não)
um rabo de cavalo.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

22 de outubro de 2011

Dome né


Domine, Dome né!
Se não dominas
Há dó, mas não minas
A serem domadas.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: A da foto é tão rica que algema com pérolas. Mas se você é pobre, pega uns barbantes mesmo, o efeito é igual (ou não, heh). Com as sombras e palavras, só Darukian doma. heh

21 de outubro de 2011

Nós


Segura estás
Nos nós da luxúria
nós pra libertar
tu'alma impura
e escravizar
a ti como a puta

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: Eu, tu, nós...e aí? ahahahah

20 de outubro de 2011

Pentagrama



Pentragama, cinco pontas
nada tem com o demônio.
Sua ponta é a sexta
(se ela existiu p'a besta
não está no não-redondo).

Elementos, elementos,
elementos, 5 nortes.
Sendo cinco são da sorte,
todas pontas e momentos:

Água, água molhadinha
que nem xana ensopada.
Mas porém, não meladinha,
É água purificada.

Terra, Terra, Terra, dois
com mais dois forma poeira.
Esta terra é a primeira,
tem muita terra depois.

Fogo, fogo grita e geme
a puta toda se ardendo,
o fogo é vivo, treme,
a puta fica gemendo,
a bicha chamando "eme"
e o corno só corno sendo!

O vento, quando ar soprado
no cangote da minina,
ela aceita de bom grado
te olha, "que coisa lin'a"
tu diz todo abestaiado.
a mina beija o do lado,
assoprando as narina.

E por fim tem o "esp'rito"
pois só é quando ele morre
Quando vivo tem um pito,
é essência, "arma" ou porre.
Quando morto ouço os grito
das mulé de "me socorre!"

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: pois é rapá...pentagrama e diabo tão longe de ter a ver. Enfim, fica a receita de bondage aí pra quem gosta/goza disso, o poeminha e quem quiser socorro, gema meu nome. Mas vai ter de pagar...heh (aliás, vcs verão bem isso no halloween)

Frase do dia

"O silêncio é...                          "

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: Não tem frase? Claro que tem...mas tu só veio olhar a foto mesmo...confesse gemendo, confesse!

19 de outubro de 2011

Quarta-feira


Minha cara puta leitora,
Quarta-feira: no stress
Cai de boca em um charuto,
gosta, goza e só relax!

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
Gostou/Gozou? Caia de boca...(no resto do arquivo)rs

18 de outubro de 2011

Frase do dia


A ajuda ao outro é um importante meio de sustentar a si mesmo.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS


17 de outubro de 2011

Relaxa e Goza? Não.



"Relaxa e Goza", diz a dePUTAda, política ou sei lá o que, e o povo aprova e goza, digo, gosta mesmo, sai usando pra qualquer coisa. Minha puta leitora, só há um erro e dos graves nisso: que mané relaxar e gozar! Tem de gozar antes e relaxar depois, porra! Sim, concentrar toda a tensão e o tesão, mexer com a libido e fazer tudo explodir em orgasmos para a deusa da luxúria! Aí sim, poderás relaxar. Então o esquema é "Goza, relaxa e goza". Lembrar antes de gozar.
Tsc, esses políticos...vivem fodendo todo mundo e não entendem porra nenhuma da arte sacroprofana da foda.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.:
O capítulo dessa semana dos mistérios já foi postado e está ali embaixo. Leia, Goze, relaxe e goze.

Mistérios de Darukian - XIX

Clique aqui para ver o índice de capítulos!

XIX




Um relato “didático” do ceifador.

“Professora, especialização profunda em assuntos sacroprofanos”

A partir desse capítulo, me surgiu uma indagação muito importante, mas antes, trago a transcrição do relato.

“Ela havia acabado de entrar na faculdade. Finalmente, como professora. Pesquisava mitos antigos de variados tipos e culturas e tinha um conhecimento amplo sobre o assunto. Ela só não imaginava que poderia encontrar-se com seu “objeto de estudo” tão repentinamente.

Aula da noite terminada, professora sozinha na sala ajeitando seus papéis. Luzes apagam repentinamente. Tentou correr para fora da sala, mas algo a prendeu. Não conseguia se mover. À sua frente, uma sombra tomando a forma de uma criatura antropofórmica.

Tentou gritar, mas a criatura, que a essa altura já mostrava uma foice enorme nas mãos calou-a em um movimento.
- Então é você que está estudando sobre mim, professorinha? Ok, você não consegue falar...e não vai, até eu deixar. Sim, sou o Darukian, sim, eu existo, e não, não vou deixar você espalhar nada disso por aí a não ser sobre o mito em suas aulas/pesquisas. E já que você conhece os rituais, vim... “testar” você. Dito isto, começou a “testá-la”, em relação à sua dedicação, se ela poderia se dar por inteiro para sua pesquisa. E ela se deu ao boquete do conhecimento de corpo inteiro. Uma professora de muito renome, Cultura, clASSe e resPEITO logo deu o braço a torcer e o rabo a arrombar para uma criatura das sombras que ela sonhara existir apenas nos mitos.

O ritual foi completo com a aprovação da professora, que recebeu uma enorme gratificação de picadura na boca e leite depica no rabo.”

Comparando esse e outros relatos, me surge a a dúvida quanto a veracidade de alguns escritos, mas é algo que preciso estudar melhor para confirmar.

Enquanto isso, o narrador pensava em pedir uma “gratificação” extra no próximo pagamento da succubus.


DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.: Gostou/Gozou? Pois é, o próximo relato vai ser enorme, por isso "economizei nesse. Espero que continuem gostando/gozando desses mistérios e que dê pra melhorar.

16 de outubro de 2011

Citação do dia


"Trigo-no-Metria, mas chupava a Astro-no-mia. No miava, só gemia"

Dos Anais mais profundos.


DARUKIAN,O CEIFADOR DE ORGASMOS

15 de outubro de 2011

Presente Sacroprofano


Presente Sacroprofano


Presente sou/estou
Nos seus sonhos mais profundos,
Inundo o útero da tua mente.

Nele, penetro e entro no atro
do cheiro de seus pensamentos,
seguindo o rastro dos teus pelos.

Teus apelos são ouvidos, pescoço,
seios, barriga, mordida. Lambiiida...
Descida aos poucos, aos poucos,
aos poucos, muitas fontes de mel

Mel de fogo de cabelo, cabelo de cima embaixo
dos caracóis pululantes dos lençóis.
Teu presente é este, goze de sua vida, c'est la vie
Até que ele te-se sirva, le petit mort.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: PARABÉNS, AYESKACHORRA! Muitas felicidades, muito leite depica! E nem vou dizer mais nada, já escrevi um poema pra você, tá ótimo.

14 de outubro de 2011

Ao rabo da mesma Puta de bordel quando gozou


A puta sem o macho, não é puta;
o macho sem a puta não é macho;
mas se o macho a faz puta, sendo macho,
não se diga que é macho, sendo a puta.

A puta na suruba está só puta,
e puta mesmo goza em qualquer macho,
e feito macho-puta em puto macho,
em qualquer macho sempre fica a puta.

Na cama do bordel não seja macho,
pois que feito na cama em macho-puta,
gozará a cada "macho" em seu macho.

Não se encontrando "macho" nesta puta,
o rabo que lhe fodem sendo macho,
nos diz os machos putos desta puta.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS


P.S. O poeta exótico resolveu fazer sua paródia do soneto de Gregório de Matos, então fiz a minha também pra mostrar que ele ainda precisa versar muito pra entender da vida.


13 de outubro de 2011

12 de outubro de 2011

Mistérios de Darukian - XVIII

Perdeu o começo da putaria? Clique aqui para ver o índice de capítulos 

XVIII




Após “fazer um breve ritual sacroprofano para a deusa” continuei. A epígrafe dizia:

“Fim da folga enganosa, encontro e reencontro”

Dessa vez, a fala parecia ser do ceifador.

“De vez em quando a deusa resolve “me dar uma folga” achando que vai se livrar de mim. Aí ela sai caçando a “presa perfeita”. Mas ela nunca percebe que EU sou a presa perfeita, heh. Uma vez, quando ela foi caçar em um show de rock, resolvi me revelar só pra provocá-la e deixá-la puta de raiva.

Me disfarcei de metaleiro, e peguei fácil fácil! Levei pro motel, iludi a recepcionista com um truquezinho básico, arrombei a deusa-puta gostosa, deixei ela lá exausta e ainda resolvi tirar sarro (depois de sarrar muito nela, claro): “Acha mesmo que outro macho no mundo consegue te satisfazer como eu faço, deusa? Enquanto você fica aí percebendo que não vou aproveitar o finzinho do meu dia de folga. Até sempre, deusa-puta gostosa!”

Por que eu posso chamar de puta e os mortais não? Ora, eu sou foda, os mortais não. Os mortais morrerão se a chamarem assim, eu não. Sou o ceifador dela, ela é minha deusa-puta, conheço quando a minha deusa aceita ser chamada assim e quando não. E por que isso a deixa mais irritada (ou melhor, mais puta). Ela fica mais (puta)gostosa quando se irrita. Diria que gosta até (afinal gozar ela sempre goza, e em quantidade deve ter perdido a conta há milênios). Na volta, avisei pra recepcionista que a “puta” que tava lá em cima ia pagar tudo (ela ficou tão puta que começou matando a recepcionista) e fui encontrar alguém para me divertir pelo resto da folga (ou seria melhor dizer RE-encontrar?).

Fui atrás da segunda presa da noite, afinal, Darukian não escolhe uma qualquer quando quer realmente se divertir e deixar a deusa-puta mais puta. De moto? Não, muito lento, aquilo era só pra enganar a deusa. Muito mais rápido é sumir nas sombras e reaparecer onde quero.

- "Branca, olhos grandes e hipnotizantes. Pele branca, seios médios. Muito rabo, potencial igualmente grande. Discípula/Aprendiz. Quarto. Reencontro.” – Ecoou uma voz rouca nas sombras de um quarto.
- Olá, Darukiaaaan... Sabe, parando pra pensar... Eu odeio as suas descrições. Me sinto uma “coisa” dentro delas – comentou uma voz feminina que já estava no quarto.
- É raro que você pare pra pensar, mas me sinto honrado em ter contribuído para esse notável acontecimento. E pra mim, você é um “objeto”. Meu “objeto de trabalho”.

- Imagino que motivo levou o multilendário ceifador de orgasmos a largar a sua magnífica deusa e vir atrás de um “objeto de trabalho”. A tua deusa tá ficando velha/enferrujada? Perdendo o tesão pelo seu “objeto de veneração ou é outro motivo em particular? – disse a garota, se ajeitando na cama e esperando a resposta.
- E está até imaginando...uau, quanto progresso! Quer mesmo saber o motivo? Fácil! É o mesmo (ou talvez não seja) pelo qual você não se satisfaz com o seu humano e fica implorando em seus pensamentos mais ocultos para que eu apareça aqui de madrugada e cuide desse ensopado que já recomeçou. Cansou da vida de humana ou seu lado succubus não consegue mais suportar o tal “amor”? A foice do teu macho enferrujou tão rápido, Emonditte? Ou foram as suas habilidades que enferrujaram com uma foice cega? – riu-se o ceifador depois de sentar-se na cama e mostrá-la entre os dedos da pinça o quão ensopada ela estava.

- Realmente eu odeio você e essas habilidades, “predileto da deusa”. Só tem uma coisa que eu gosto em você: a foi--
- Todo o conjunto, eu sei. Eu te conheço, mana. Mana-puta Emonditte, você não aprendeu bem algumas lições (como a de falar tudo sem medo). Acho que preciso te dar umas “aulas de reforço”
- Hmm...então me dê “aulas de reforço”, Darukiaaan...

Aiai, eu ainda estou rindo ao lembrar disso. As duas caíram tão facilmente no plano que pareciam tê-lo visto antes e concordado com tudo (e ainda opinado sobre o que fica melhor), heh. E para deixar a deusa mais puta, na primeira oportunidade que tive eu descrevi as minhas “aulas de reforço com a mana-puta”, com todos os detalhes sussurrados em seu ouvido (depois de imobilizá-la para não apanhar, lógico). Foi algo mais ou menos assim:


‘Quando cheguei nas sombras do quarto da Mana, ela já estava sem nada, me esperando. Em cinco minutos, deixei-a ensopada só com as palavras, e mostrei meus dedos enxarcados dela pra provar. Aí...eu lambi os dedos beeem devagar...e comecei algumas “aulas de reforço” com ela, deusa.

Sabe aquela massagem de corpo inteiro que eu te dou com as mãos e com a boca? Ela não parece ter aprendido, então ensinei pelo exemplo. Mordiscando e massageando os pés dela, e subido devagarinho pelas pernas até chegas nas coxas e dar umas mordidas mais fortes. Ela tem um conjunto de coxas/rabo que levanta foice até de ceifador zumbi, deusa.

Eu subi mordiscando a barriga dela. Deusa...nessas horas a putinha já tava implorando pra eu cair de boca. Mas quem manda no “ritmo de aula” sou eu, heh. Depois de subir mordiscando a barriga encontrei os biquinhos apontando pra mim. Que nem os seus. Só que os seus são melhores, mais tesudos. Aí eu mordisquei bem assim...uhum...

Curiosa pelo resto, deusa? Fica de quatro que eu conto o resto. Fica de quatro, fica...isso... Pois é, deusa... A vagaba ficou de quatro implorando pra tomar vara no rabo, ficou rebolando...uhum...rebola, rebola. Você deveria ensinar ela a rebolar, deusa...ela tem clASSe, resPEITO e muito talento mas ainda precisa aprender muito. Ensinei ela a ter um pouco de paciência.

Lambi aquele rabão e dei outra mordida. Ela tem um rabão...não é que nem o seu, deusa, mas é muuuuuito bom... depois fui mordiscando e beijando e lambendo as costas dela sem pressa nenhuma...sabe...exatamente assim como eu tô fazendo? Aham... Aí meu pau encostou na entradinha e ela ficou rebolando e tentando fazer ele entrar. Eu só deixei quando eu subi até o pescoço. Aí ela se arrepiou em cima e embaixo. Ui, deusa...senti...se arrepiou também heim... Mais pra trás, deusa...ainda não entrou tudo. Isso...quer que eu conte ou gema o resto, deusa? Só mandar... Mande no seu servo...

Seu desejo...é uma ordem, deusa. Hmm...aí...ela começou a rebolar bem gostoso...aiai deusa, vai rebolando...uhum... isso...mas depois resolvi lembrar pra ela que era eu que tava mandando e pá! Parei ela, ajeitei e comecei a montar com vigor o rabo da puta, desse jeitinho que a deusa gosta. A deusa até goza, né...goza, deusa... ISSO! Deusa gostosa! Hehe...

Hmm...sabia que você ia gozar de saber disso...mas isso foi só o começo da aula, deusa...eu tive que dar (na verdade ela que deu muito), dei aula pra ela até o último instante da folga e vim correndo pra não me atrasar pro trabalho. Ficou curiosa pelo resto, deusa? Hmm...então...que tal abrir a boca...isso...fechar os olhos e...”perguntar” daquele jeito que só a deusa sabe?’


Mais ou menos assim...tudo sussurrado no ouvidinho da deusa. E aí quando ela pergunta eu respondo imediatamente. Do jeito que ela quiser. Gemendo, gritando, sussurrando... Enfim, tive que contar o resto pra deusa-puta. E aí ela ficou muito puta...puta como só ela sabe ser e não ensina a puta nenhuma.

E acabei de uma voz feminina e poderosa: “Darukian, meu querido ceifador filho das trevas... a punição eterna te espera!”... Pois é, a deusa ainda está puta como só ela fica. Aiai, minha pica...heh, nem escrevo mais nada, fui atender a deusa. Esperando que morram de tesão, Darukian.”

Assim termina o relato, sem punição para o ceifador que brincou com a deusa mais uma vez. Comecei a pensar na possibilidade de omissão da punição por parte do ceifador. Ele provavelmente é punido severamente pela deusa quando comete falhas, mas omite o fato para privilegiar o ego, e parece fazer esse tipo de afronta já consciente de que irá chamar a atenção da deusa (sem exagerar para que a punição não seja a morte), ou seja, ele é realmente muito esperto. Outro fato interessante é a Emonditte se revelar uma succubus na segunda parte...mas...ela sempre foi ou virou uma graças ao ceifador? Ainda há muita coisa a descobrir desses relatos.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.: E aí, gostou/gozou da continuação? Foi uma brincadeira de criança né? rss Pois é...agora é só cair de boca no meu arquivo/caixa de comentários, minha cara puta leitora! O próximo vai ser algo bem..."didático", digamos assim. Avisando que a partir dos próximos capítulos farei um teste: Postarei 3 capítulos na madrugada de domingo para segunda, pra começar a semana ceifando as energias de vocês, rss. Entre eles, um capítulo muito exótico e um especial de Halloween, aguardem os mistérios de Darukian que ainda tem muita coisa a ser dita (acho rs).

Clique aqui para ler o próximo capítulo

11 de outubro de 2011

69 Sacroprofano


Com a cabeça na outra ficarás.
(De cabeça p'ra baixo te deixei)
Este leite, alimento, sugarás.

Posto que podes gemer "já mamei"
Depois, ordem gemida: "enrabarás"
Antes disso, uma outra diz: "gozei"

Sacroprofana irmandade da mana
Maestra em rebolado, divosidade,
Máquina da perversão, beldade,
"Maldade pura" chamo a vossa xana

A mana tem uma aura que emana.
A chama, fogo da sensualidade:
Fogo e tesão, um puta rabo arde
Ah, mana, és puta sacroprofana!

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: E aí, mana-puta gostosa, gostou/gozou da hoMÉNAGEm? Comente então, sua bandida. E você puta leitora? Gostou? Gozou? Caia de boca no meu...arquivo!!!

10 de outubro de 2011

No-relax


Segunda: Dia da volta
ao trabalho
O mundo: uma bunda.
Empinada
Arrombada
Espetada
no caralho
do universo
desse verso.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS


E aí putosfera, como vão as gozadas?

9 de outubro de 2011

Problemas



Ia viajar na vida
A bateria arriou
Uma chupeta bandida
Foi só o que me restou!

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: Isso é pra vocês, putos leitores. Darukian anda pelas sombras, não precisa de bateria e pede muito mais que uma chupeta! ahahahaha

8 de outubro de 2011

Haiku


A lei ancestral
No sábado, só babado
Relax, gozo astral


DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

Frase do dia


É preciso enterrar o passado (pau-assado) para aproveitar (gozar) bem a vida.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: O Ceifador talvez suma hoje e amanhã dos coments dos outros, talvez... Afinal, é preciso relaxar e gozar fora da putosfera de vez em quando.

7 de outubro de 2011

Frase do dia


Preste muita atenção aos sinais e conselhos dos mais velhos. Geralmente, eles sabem muito bem o que estão fazendo.


DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.: Já perguntei o post de baixo, mas deixo aqui a mesma indagação: Estou pensando em mudar o dia dos mistérios para segunda-feira, o que acham? Respondam nos comentários, é importante.

A personagem erótica


Aquela ilusão de ótica
Que sussurra nos seus ouvidos
Os seus desejos oníricos
E mais em um estalido
Se esvai na fumaça dos olhos
-Abertas as bandas à ti-
Ou sonho que sonho de mim?
E tu, não sejas eufórica,
É só a personagem erótica
Que gozou por aqui.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: Gostou? Gozou? Cai de boca no meu arquivo, nos mistérios de Darukian, no Gostei/Gozei, na minha foice...onde quiser! AH É! UMA COISA IMPORTANTE! Estou pensando em mudar o dia dos mistérios de Darukian para segunda-feira, o que vocês acham, minhas putas leitoras?

6 de outubro de 2011

Paz e tesão, bicho.


Os hippies é que sabiam
O exemplo a se dar
Vergonha nenhuma tinham
De relaxar e gozar
Só no ar livre fodiam
Deixando a porra jorrar!

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.: Estou cobrando...aham, aquilo mesmo. E você, trate de cair de boca no meu arquivo. Mas antes disso, passe lá na Ana Casada Rabuda e confira os contos finalistas do concurso que ela tá promovendo. Ou você vai mesmo perder as putarias da borboleputa? Eu já votei nela, foi o que gostei/gozei, você...faça como quiser.

5 de outubro de 2011

Banho


No fim do dia,
Relaxa (e goza)
com um bom banho:
Um puta ganho.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.: Gostou/Gozou puta leitora? Mas ainda tenho uma coisa melhor: o concurso da Ana Casada Safada ainda tá aberto pra votações, e tá a maior disPUTA, sabe... Você vai mesmo perder os contos fodásticos da Ayeska ou da Sexy Butterfly? Não é uma boa ideia não heim...vai lá ler/votar na Ayeskachorra, na Borboleputa ou no que quiser, afinal eu não te obrigo a porra nenhuma!

Frases do dia


Te(n)são é uma coisa que nos persegue o tempo todo e muitas vezes passa até com uma massagem.

 Ame profundamente e cuide do que é precioso para ti.


DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: Capítulo 17 dos mistérios de Darukian abaixo. Tá MUITO foda. E fui, tão me chamando pra fazer umas massagens ali, heh. Alguém acha a minha foice preciosa e tá afim de suportar o fardo de "amá-la profundamente"?

Mistérios de Darukian - XVII

Perdeu o começo da putaria? Clique aqui para ver o índice de capítulos

XVII 



“Grande show de rock. Lilith Yume, a deusa puta dos sonhos muito puta. Ceifador mal-caráter, cachorrão. Princípio da folga enganosa”

Comecei a tentar selecionar por epígrafes, e que está acima me interessou.

“Vou contar algo a vocês, para que aprendam a não fazer como eu. Digamos que é um conselho de amiga e mandamento de uma deusa. Nunca confie no seu macho, principalmente se ele é um ceifador de orgasmos.

Eu dava (e como dava... dar é uma delícia!) um dia de folga para meu ceifador, só de vez em quando, uma vez perdida na vida, quando eu tava com vontade de...”caçar minha própria comida”, se vocês mortais me entendem. Em algumas dessas vezes me arrependi profundamente.

Confesso que era difícil arranjar uma boa presa, por que além de ter as habilidades para me satisfazer, precisava ter a de não morrer de exaustão. Nessas horas eu percebia que tinha criado o ceifador perfeito, por que ele achava presas antes que eu pudesse falar “ui”. Acho que fareja os feromônios delas, ou algo do tipo.

Nunca tivemos muito tempo juntos, ele passa muito tempo ceifando pra mim, e nosso tempo juntos não é gasto em conversas. Vocês devem entender que eu não vou desperdiçar meu ceifador gostoso falando nada a não ser putaria no meu ouvido. E vocês fariam (e às vezes fazem, quando eu resolvo emprestá-lo) o mesmo.

Não foi essa dificuldade toda o meu maior arrependimento. Uma vez, não faz muito tempo, resolvi caçar em um show de rock. Um show de rock enorme, eu claro, arrasando com os metaleiros. Eu passava e eles paravam de bater cabeça, as cabeças levantavam pra me olhar (todas elas, principalmente as de baixo, é claro). Enquanto eu passeava entre os mortais, procurava a minha presa, o que era algo difícil. O macho tinha que satisfazer as condições de cama e resistência, afinal não queria matar nenhum de exaustão.

Algum tempo desfilando, e achei a “presa perfeita”. Moreno, olhos claros e cabelos lisos castanhos, enormes, típicos dos...”batedores de cabeça-sangue nos zóio”? Alto, forte... Investi e ele, claro, ficou louco pra depositar tudo na minha poupança.

Saímos dali em uma moto, e no meio do caminho, ele me pareceu ser conhecido. Parecia tê-lo visto em algum lugar, mas talvez fosse por ali mesmo no show e não tinha prestado atenção por causa da multidão. Enfim, ele me levou a um motel luxuoso. Um roqueiro e rico? Era a tal “presa perfeita” MESMO. Nessa hora as mortais vão sentir uma invejinha básica, não vão? Normal de nós, confesso que às vezes (raras vezes) até sinto um pouquinho de inveja de vocês.

No motel, ele apenas olhou para a recepcionista (que se derreteu) e me levou direto para um quarto. Isso eu só entendi depois. Na hora me perguntei “como assim, ele deixou tudo preparado e só estava procurando uma “presa perfeita” também?”

No quarto, ataquei ele com os olhos. Sabe aqueles olhares todos de vocês? Eu que ensinei a primeira e a partir daí vocês ganharam isso de fábrica. Devorei ele com os olhos, ele começou a fazer o mesmo (com a boca), e logo eu me vi encostada na parede, com seus volumes encostando nos meus, sua boca no meu pescoço. Mas...algo me pareceu estranho.

Como um humano me dominou tão rapidamente e eu nem percebi? E quem disse que deu tempo de pensar nisso nessas horas? O resumo é que acabei virando presa mesmo, e quando me dei conta estava nua na cama com aquele corpo perfeito em cima de mim, me sugando como se o apocalipse fosse acontecer dali a cinco minutos.

Se eu gozei? CLARO que gozei! Gozei a primeira vez na boca dele, ou seria mais certo dizer me desmanchei, por que...que chupada foi aquela? Só fui chupada daquele jeito uma vez, mas...naquela hora eu não tava pensando naquilo, e sim em gozar mais. E aí eu vi...aquele mastro delicioso latejando na minha frente. Abocanhei, e escutei um gemido. Pensei que finalmente eu ia virar o jogo. Quem disse? O macho era que tava me puxando pelos cabelos e controlando os movimentos, ora fodendo a minha boca, ora fazendo eu me mexer. Se eu fosse uma mortal teria engasgado com aquele cacete.

Quando menos vi eu tava gozando de novo, aquela delícia entrando na minha xana com força e saindo devagarinho pra me torturar, depois mudando o ritmo e a posição como se eu fosse uma boneca. Aí ele avisou que queria meu rabão e gozar dentro dele. Eu tentei dissuadi-lo da ideia.

“A deusa com frescura pra dar o rabo”? Não, eu só queria é saber se ele merecia o privilégio de comer um rabo divino. Ele mandou os privilégios se fuderem, me virou de quatro e me enrabou, montou em mim mesmo, entrou de uma vez por que o caralho já tava ensopado da minha xana. E eu fiquei (e virei) muito puta. Uma porra de um humano tava me montando, a deusa, e me tornando totalmente submissa? E aquilo tava me excitando junto com aquelas tapas e xingamentos todos (que parecia já ter ouvido em algum lugar, mas na hora o que eu ouvia era meus gemidos)... Só descobri o que foi aquilo tarde demais.

Depois de me usar, arrombar meu rabo e deixar ele gozado (além de me deixar exausta), ele se revelou. Eu pularia de susto se tivesse forças pra isso quando vi aqueles olhos brancos. E aquela pele pálida. Ah, eu ia punir ele com todo meu ódio assim que recuperasse minhas forças...

Por que eu fui criar um ceifador tão gostoso, enérgico, orgástico e fodástico? E por que era tão filho da puta (na verdade, servo dela). Antes de sair, o maldito ainda me provocou dizendo “Acha mesmo que outro macho no mundo consegue te satisfazer como eu faço, deusa? Enquanto você fica aí percebendo que não vou aproveitar o finzinho do meu dia de folga. Até sempre, deusa-puta gostosa!”

E enquanto eu me recuperava fisica e psicologicamente, o filho das trevas luxuriosas resolver fechar com um rabo de ouro a maldita folga que eu dei a ele. Ele me contou tudo...e pagou caro depois, é claro.”

Logo abaixo, encontrei outra epígrafe, que resolvi traduzir por parecer uma continuação desse relato. Naquele momento, senti uma espécie de aura de pura raiva, então achei melhor dar uma pausa e fazer um ritual para acalmar a deusa antes de continuar.


DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS 
P.S.: E aí, gostou/gozou? Pois é, a deusa nunca me escapa! heh~  E se preparem, ainda tem mais. Continua na próxima semana (ou não? Vocês só vão saber no próximo capítulo). Enfim, clique na porra dos +1 espalhados por aqui e caia de boca no meu arquivo/caixa de comentários/paufoice!

Clique aqui para ler o próximo capítulo 

4 de outubro de 2011

LER É SEXY


VACILAR NÃO! E já que você, minha cara puta leitora é esperta, creio que vai ficar ligada e cair de boca bem gostoso no arquivo do meu blog, ou dar uma passadinha no gostei/gozei ali em cima enquanto espera o "prato principal". O capítulo dos mistérios de Darukian dessa semana vai ser fodástico. Aguardem a madrugada de terça para quarta, vocês vão gostar/gozar muito, em nome do deus metal.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.: Mais uma coisa: é só isso mesmo, hahahaha!!!!

3 de outubro de 2011

Didática Orgástica Sacroprofana da Futura Aprendiz



Tuas carnes brancas voluptuosas.
Se brancas, leite que escorre
e morre onde o sol não me alcança.
Se negras, negritude sombra
onde escondo minha dança.

Teus pêlos doirados reluzentes.
Se loiros, meus louros de poeta
versando nas entrelinhas do teu corpo.
Se negros, receptáculo sujo de nossa
perversão em rio de madeixas limpas.
Se ruivos, calor que diapólico sopra
em tuas entranhas espasmantes ainda.
Se cores outras, segredos outros, nus.

Meus versos a terminar em ti que saem
da pena que vira caneta, por fim lança
em riste, penetrando e varando o fundo
do útero de tua alma com meus verbos,
agora feito carne dura, gozando meus
sussurros  ensinados a ti pelo mal exemplo.
Um dia escorrerão, sugados com avidez
pelas novas aprendizes das sacroprofanas
escrituras da minha albina in.(x)sana.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS

P.S.: Gostou? Gozou? Caia de boca na minha caixa de comentários e chupe meu... arquivo, aprenda as artes sacroprofanas!

Frase do dia


Os conceitos de "bom" ou "ruim" dependem mais do seu ponto de vista do que dos acontecimentos em si.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.: Gostou/Gozou da frase clichê? Não, então pra achar coisa melhor, caia de boca no meu...arquivo!

2 de outubro de 2011

Mudança de esquema, putosfera!

Seguinte, putosfera, resolvi mudar meus esquemas aí e deixar a coisa mais Darukiana (pelo menos aqui no meu território eu posso). Primeiramente, contemplem um momento raro de agradecimento e melosidade:
Agradecemos em especial ao In_Correto e à Mar que apenas deram sua opinião mas contribuiram com "a gota d'água" e "puxão de orelha" para uma discussão com uma PPP (parceira pra putaria). Parabéns pra eles dois.

Ok, chega de agradecimento, de coisa melosa, e vamos aos negócios. O esquema do Darukian agora vai ser o seguinte: Nada mais de links da semana. Vocês sabem que eu vivo incentivando vocês a gostar/gozar a vida, as coisas, a natureza, as putas, os posts...então, eu vivo fazendo o mesmo! E aí alguns posts que eu gostar/gozar vou colocar como links lá em cima na página Gostei/Gozei, com o "Selo Darukian de Sacroprofanismo" (que não significa porra nenhuma além de que eu gostei da postagem). Os links serão escolhidos, colocados e retirados de lá quando me der na telha, a la Darukian (aliás, deixo sem patente pra quem quiser me imitar. Eu deixo, heh). Quem quiser, que passe de vez em quando por lá pra dar uma conferida. Quando tiver algo novo e que eu achar muito bom, dou um toque que nem quando fico torrando o saco de vocês com os mistérios de Darukian ou meu arquivo (aliás, se preparem. O capítulo dessa semana vai compensar o da semana passada. O deus METAL deu uma ajuda especial para a deusa me inspirar. E nem digo mais nada). Em suma, é isso. E quem quiser, que caia de boca no meu arquivo e dê uma conferida no que gostei/gozei. Quem não, caia de boca no resto da putosfera, que coisa interessante pra gozar, digo, gostar não vai faltar. Fui ceifar. Quem só contemplou a imagem e não leu isso vai apanhar. Quem leu, aconselho a comentar. Pra acabar a rima do ceifar, fui tomar um ar e... Ah! ______... rss

A fucking diva (XIII)


Know how
to grow old (with a monster clASS)
Until now.

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.: Quem é diva desde suas primeiras horas sabe como envelhecer com uma puta aBUNDAncia de classe até agora! E quem gosta/goza disso, que caia de boca na caixa de comentários. Quem não, que caia de boca no arquivo! Quem não gostou de porra nenhuma, que vá embora enquanto tá vivo.


1 de outubro de 2011

Licensa é o caralho!


Senhora dona da casa
Licens'eu nem peço, entro
Quero é meter me dentro
Dessa gruta e criar asa
Se o chão tem água, eu tento
Transformar tudo em brasa!

DARUKIAN, O CEIFADOR DE ORGASMOS
P.S.: Na frente de um rabo desse quem é o retardado que vai pedir licensa pra entrar? heh~
Gostou/Gozou? Então caia de boca na porra do meu arquivo! Confira essas porras todas e os mistérios de Darukian!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...